Aprendizagem de Línguas e Saúde

“Ser saudável é estar de acordo com a própria natureza.”

Norberto Keppe

 

Aprender uma segunda língua parece uma coisa simples. Memorizar algum vocabulário, colocar substantivos e verbos no lugar certo, aprender algumas expressões coloquiais e você está pronto para a corrida.

 

Ah, se fosse assim tão simples. O problema, como qualquer pessoa que embarcou na jornada de aprender um novo idioma sabe, é lidar com as dificuldades que surgem durante o processo. Vergonha, embaraço, medo e até pânico surgem no momento em que se começa uma nova aprendizagem. E outro grande problema é que nem sempre estudar uma outra língua pode ser considerado agradável. Por isso, existe esta grande resistência por parte de muitas pessoas, que logo desistem, por acharem os métodos de aprendizagem muito ineficazes e até mesmo entediantes.

 

Norberto Keppe, psicanalista e cientista, estudou a fundo o assunto. Ele percebeu que as pessoas têm dificuldades em aprender outros idiomas não devido ao nível de dificuldade da língua em si, mas sim, por causa de bloqueios emocionais internos. Por isso, a Millennium desenvolveu um método de ensino seguindo Keppe, que faz a pessoa entrar em contato com esses aspectos internos que impedem o aprendizado.

 

Saber outros idiomas traz muitas vantagens para nossa vida, muito além das profissionais. Falar uma língua pode torná-lo um indivíduo mais sociável, amigável, com uma “mente aberta”. Até mesmo para fazer uma pós-graduação, pois muitas vezes o curso só é ministrado em outro idioma. Além disso, estudos científicos comprovam que quem estuda outras línguas aumenta sua capacidade criativa, melhora a memória, além de torná-lo mais capaz de tomar decisões mais racionais.

 

As emoções, os pensamentos, todos estes aspectos essenciais da vida do aluno são levados em consideração durante esse processo de aprendizagem. O ser humano não é como uma máquina, que para aprender basta ser abastecida de dados, através de ‘decoreba’ ou repetição. Ele precisa sentir e gostar do que está aprendendo para aquele conhecimento ficar impresso dentro dele. E para isso, precisa aprender através daquilo que o faz pensar e sentir, que é mais de acordo com o seu ser.

 

Os assuntos abordados nas aulas são sempre ligados à cultura, ciência, saúde, arte, sociedade, temas que sempre têm uma finalidade útil e prática na vida pessoal e profissional da pessoa. Em nosso método psicolinguístico, a parte gramatical é considerada um aspecto complementar de aprendizagem, não o principal. Pois mesmo o conhecimento gramatical vem mais com a prática do idioma.

 

Todas estas questões tornam o método da Millennium uma maneira muito mais aprazível de estudar, ao mesmo tempo em que a pessoa adquire mais equilíbrio emocional para lidar com as dificuldades e crises, as quais vêm se tornando cada vez mais comuns atualmente.

 

“Devemos nos acostumar a olhar para dentro para encontrar nossas respostas, não olhar ao redor procurando desesperadamente uma cura de fora. É somente por meio do contato com nossa vida psicológica/espiritual que podemos nos curar”.

Claudia Bernhardt Pacheco

Presidente das Faculdades Trilógicas Keppe & Pacheco

Gostou deste conteúdo? ajude-nos a compartilhar esta página
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

• Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que está satisfeito com ele. Política de Privacidade

• We use cookies to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue to use this site we will assume that you are happy with it. Privacy Policy

Need help?